Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008

   É engraçado quando fazemos gestos que para nós são tão banais como o gesto da dor de cotovelo por exemplo e eles aqui acham completamente engraçado! Eles não fazem a mínima ideia o que é puxar a parte debaixo do olho como quem diz “tem cuidado que aquele ali é perigoso” ou agarrar no lóbulo da orelha como quem diz “isto aqui é mesmo bom”. É gente fria, é gente que não se toca quando está falar, ou que raramente se cumprimenta pela primeira vez com dois beijinhos, e todos sabemos quanto isso é bom, mas eles já começam a saber.

   É incrível a forma com o tempo tem influência sobre as pessoas, nós somos pessoas quentes e nem damos por isso, nós simplesmente nos deixamos estar e derretemos de prazer, e o quanto isso é bom e nós nem damos por isso!

   As pessoas aqui são frias mas não são piores por isso, são apenas diferentes, são mais sérias, mais rigorosas mas sempre que sorriem (o que é muito difícil) é um sorriso sincero e verdadeiro. Eles não fazem ideia o que é um sorriso amarelo e não tentem explicar-lhe que é impossível e ainda bem, há coisas que não vale a pena saber!

   O tempo é frio e nublado, os prédios seguem este estado de espírito assim como as ruas os passeios e as pessoas. Alguém me disse que só acerca de 30/40 anos é que as pessoas puderam utilizar todas as cores assim como nós as utilizamos quotidianamente devido ao regime comunista que existia. Imaginem o que era para estas pessoas ao fim de tanto tempo puderem utilizar por exemplo uma camisola vermelha, a alegria que não é uma coisa tão simples quanto esta.

   Mas com diz a minha amiga Teresa o tempo aqui é gelado mas não chega aos ossos, é um frio epidérmico que nos ensina a estar de costas direitas, é esta a principal lição que tiramos deste povo.

   Mas o que é engraçado é que não há nada melhor para o frio do que calor e é isso que nós latinos trazemos de bom para aqui, é por isso que nos damos tão bem com esta espécie feminina que só precisa de um cobertor quentinho para as aconchegar, e todos sabemos o valor que tem um cobertor quentinho umas pantufas fofinhas ou um saquinho de água quente para as aconchegar.

   Há um sitio onde vamos sempre depois de uma noite de copos e tal que é como toda a gente sabe o sitio da comida, e não há sitio que eu conheça mais engraçado que este, porquê, por dois motivos, primeiro pela empregada que se não é das pessoas mais caricatas que conheço, está lá perto, é tipo do nazi das sopas do “seinfeld”, faz umas pizzas que são uma maravilha, mas está com a pior expressão do mundo e parece que toda a gente lhe está a dever dinheiro, é do mais engraçado que pode haver e depois ela esconde tudo atrás de uma cortina, nós pedimos uma pizza e lá vai ela atrás da cortina buscá-la com toda a sua brutidade e entrega-nos como se fosse um filho sujo para nós mudarmos a fralda. Uma destas noites saiu-me e disse-lhe que ela era muito engraçada e que gostava muito dela, ela ficou a olhar para mim séria dois segundos depois sorriu e abanou a cabeça como quem diz que não e foi atrás das cortinas. Ainda gostei mais dela! Que engraçada.

   O frio aqui é psicológico especialmente se tiveres a sorte de estar com uma pizza que veio de trás da cortina especialmente para ti.



publicado por AntonioMarto às 22:16 | link do post | comentar

10 comentários:
De janete a 18 de Outubro de 2008 às 01:34
Especialmente para ti aqui vai o meu comentário: ainda só li este post e já adorei!!
Gosto mto de saber que existem pessoas que não sabem o que é um sorriso amarelo! E pensando nisso talvez não o saibam também porque não podiam usar cores durante o tal regime. "vale a pena pensar nisto..."
: )
muitos beijinhos (latinos) pa ti!!!


De Hugo a 18 de Outubro de 2008 às 11:17
Quem fala assim não é gago! Andas aí com uma escrita faz favôr...


De Anónimo a 18 de Outubro de 2008 às 21:21
Sim senhor António!! Mas que belas palavras! Como é k eu andei tantos anos na mesma turma k tu e nunca pensei k escrevesses tão bem??? Adorei! :) E adoro também saber que absorves cada peculiaridade da vida num país tão diferente e da experiência única k é o erasmus.. Só te posso dizer k cada vez que venho aqui ver o teu blog o meu coração fica apertado recordando o meu erasmus.. k saudades! essa palavra k só existe em português é bem expressiva. Aproveita meu amigo cada dia, cada hora, cada minuto.. Continua a escrever!! um grande beijo cheio de calor latino!! ;)


De Ana Carolina a 18 de Outubro de 2008 às 21:22
Bem.. so pra dizer k esta comentario é meu: Ana Carolina ;)


De Hugo a 18 de Outubro de 2008 às 22:35
Tóne... ainda me amas?

Amas mais a mim ou ao Paulino?


De AntonioMarto a 19 de Outubro de 2008 às 14:35
Ó Mestre André, sabes bem que eu não posso responder a essa pergunta, ainda para mais num local público como este. Deixa lá eu ir aí que eu logo te digo (juntinho ao ouvido como tu gostas).


De Joana a 19 de Outubro de 2008 às 16:08
Bom, mas estás com uma sensibilidade apuradíssima maninho! Estou a gostar de ver! Concordo plenamente com as tuas palavras..Somos mesmo um povo caloroso... E é por isso mesmo que gosto tanto de Portugal! Continua! beijinhoss


De Kika a 19 de Outubro de 2008 às 21:04
que bela surpresa chegar ao msn e ver o nome de um novo blog teu ... adorei
conhecendo como te conheço deves estar a passar uns belos dias.
aproveita o contacto que podes estabelecer as checas que são bem boas, e mostra-lhes o calor do macho latino.

beijinhos


De Anónimo a 21 de Outubro de 2008 às 15:12
Bem, quanto às checas fico a espera de ir ai para ver.. Agora quanto às portuguesas, este diário parece começar a surtir os seus efeitos!

Eu vou comentando para ver se cai alguma coisa para mim tambem!

O autor como e evidente (mestre andré) gosta mais de mim!

Agora venha alguma destas portuguesas, que tão bem por aqui comentam, e depois as checas!

Abraço Jonyjony!

Ricardo Paulino


De Nelson a 22 de Outubro de 2008 às 22:11
Eu não sei se alguma vez soubeste ou descobriste por ti, ao olhar a minha identificação...mas se não eu vou deixar aqui o esclarecimento, para assim o poderes reproduzir ai , por essas checas frias e bem apessoadas, com os olhinhos que fazem tremer o mais gelido mortal.
Chamome NELSON SACO de Agua Quente PEREIRA.
Pronto. Aqui me declaro!!
Jony, quando acabares a faze do ergasmos, e decidires retornar a tua pátria, não te esqueças que em Fátima há um hotel 4 estrelas (com a qualidade de 7 ou mais) e com 120 quartos, entre suites,twins e dobles, onde cabem muita checa. :)
Tens te divertido a valer, a julgar pelo "tom" das tuas palavras animadas. POr isso, continua e deixa bem impressas as marcas do Tuga, que, como disse um Juiz ao ler uma sentença sobre um caso julgado em tribunal... Dixit "... coutada do macho latino!" (procurem na net o acordão, que ele deve andar por ai.)
E assim foram alargadas as fronteira desta coutada.
P.S. Estive a ver no GOOGLE Earth a cizentona cidade de BRNO, e descobri um ponto mais a vermelho, desconfio que era o momento em que andavas nos transpotres publicos a destribuir calor humano!!!


Comentar post

mais sobre mim
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

Shparty

De bolso?

O que levamos.

Coisas que acontecem

Com uma sandes mista no b...

Feliz Natal amigo.

Até já

O titulo é este.

Let's party!

O macaco na coluna.

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

links
blogs SAPO
Brno